Lula escreve a Felipe Santa Cruz: o Brasil não merece o ódio de Bolsonaro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu, de sua cela em Curitiba, uma carta ao presidente ds OAB, Felipe Santa Cruz, um carta, na manhã desta terça-feira; "Nada poderá reparar o sacrifício de seu pai, meu caro Felipe, nem a ofensa brutal que o vitimou mais uma vez"; no texto, Lula afirma que "o Brasil não merece ouvir as palavras de ódio" de Bolsonaro

www.brasil247.com -
(Foto: Ricardo Stuckert e divulgação)


247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu, de sua cela em Curitiba, uma carta ao presidente ds OAB, Felipe Santa Cruz, um carta, na manhã desta terça-feira; "Nada poderá reparar o sacrifício de seu pai, meu caro Felipe, nem a ofensa brutal que o vitimou mais uma vez"; no texto, Lula afirma que "o Brasil não merece ouvir as palavras de ódio" de Bolsonaro.

Felipe Santa Cruz é filho de Fernando Santa Cruz, miitante do grupo Ação Popular (AP) desaparecido durante a ditadura militar e assassinado pelas Forças Armadas em 1974, conforme  atestado num documento secreto da Aeronáutica (aqui). Pai e filho têm sido alvo de ataques brutais de Bolsonaro.

A carta de Lula, em tom emocionado, sai em defesa de Felipe, Fernando e todas as pessoas perseguidas pela ditadura: "É como se violentassem seu pai mais uma vez, e junto com ele todas as vítimas da ditadura".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia a íntegra da carta:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Carta de Lula a Felipe Santa Cruz, presidente da OAB

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email