Macarrão matou Eliza, diz advogado de Bruno

Ex-goleiro do Flamengo vai apresentar uma nova verso Justia para incriminar seu ex-assessor, Luiz Henrique Romo. Os dois esto presos desde o dia 8 de julho de 2010, acusados de envolvimento no sequestro e homicdio da jovem

Macarrão matou Eliza, diz advogado de Bruno
Macarrão matou Eliza, diz advogado de Bruno (Foto: ALEXANDRE GUZANSHE/AGÊNCIA ESTADO_DIVULGAÇÃO)

247 – O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes de Souza vai apresentar uma nova versão ao sumiço da ex-amante Eliza Samudio. Segundo o advogado Rui Caldas Pimenta, Bruno deve afirmar à Justiça que ela está morta e que Macarrão, Luiz Henrique Romão - ex-assessor do goleiro - é o mandante do crime. As informações são da Folha de S. Paulo.

A jovem sumiu em junho de 2010, enquanto tentava provar na Justiça que Bruno é pai de seu filho. Bruno foi preso no dia 8 de julho daquele ano, acusado de sequestro e homicídio. Macarrão também está detido desde então. Outras seis pessoas estariam envolvidas no crime. Entre elas, um primo adolescente do jogador, que já cumpre medida socioeducativa.

Para Pimenta, não há no processo nada que incrimine o goleiro. Ele aguarda que o Supremo Tribunal Federal julgue já em abril o pedido de habeas-corpus para que o jogador responda em liberdade.

Em julho do ano passado, Macarrão teria confirmado que o sangue encontrado no carro do jogador de futebol era mesmo de Eliza. Até agora, o corpo da jovem não foi encontrado.

O detento deu a declaração durante uma entrevista para a televisão Assembleia, feita pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o deputado Durval Ângelo (PT). Na visita, Macarrão falou sobre o desaparecimento da ex-namorada de Bruno e afirmou ser inocente.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247