Maia critica transferência de Lula e diz que atuará com PT para derrubar decisão

"De fato não é uma decisão simples. É uma decisão extemporânea. Então, aquilo que a Presidência da Câmara puder acompanhar junto com a bancada do PT, nós estamos à disposição para que o direito do ex-presidente seja garantido", disse o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia

(Foto: Luis Macedo - Agência Câmara)

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou a decisão de transferir o ex-presidente Lula de Curitiba para o presídio de Tremembé, no interior de São Paulo.

O líder da bancada do PT na Câmara, Paulo Pimenta, discurou classificando a decisão como "autoritária" e que coloca em risco a segurança e a vida do presidente Lula. Após a fala do deputado, durante sessão plenária que vota os destaques da reforma da Previdência, o presidente da Casa se pronunciou.

"De fato não é uma decisão simples. É uma decisão extemporânea. Então, aquilo que a Presidência da Câmara puder acompanhar junto com a bancada do PT, nós estamos à disposição para que o direito do ex-presidente seja garantido", disse Maia.

Nesta quarta-feira (7), a juíza federal Carolina Lebbos, responsável pela execução da pena do ex-presidente em Curitiba decidiu pela transferência do ex-presidente para São Paulo. A Justiça Estadual de São Paulo acatou o pedido e ordenou a transferência d e Lula para a Penitenciária 2 de Tremembé, no interior paulista, a cerca de 150 km da capital.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247