97% dos professores de Direito consideram que Moro cometeu injustiça contra Lula

Pesquisa em universidades aponta que o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro não cumpriu o principal preceito que rege a ação dos juízes: a imparcialidade. Para 97% dos professores de Direito, Moro não foi imparcial em julgamento de Lula

Sergio Moro e Lula
Sergio Moro e Lula (Foto: Sergio Moro e Lula)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - 97% dos professores de Direito consideram que Sergio Moro não foi imparcial em julgamento do ex-presidente Lula. No Paraná, onde Moro fez carreira, 92% têm a mesma opinião. 

A pesquisa mostrou que quase a totalidade de 283 docentes que responderam à pergunta disseram considerar que o ex-magistrado não atuou “com a imparcialidade exigida para um julgamento justo no caso”, informa a coluna Painel da Folha de S.Paulo.

Entre os coordenadores da pesquisa estão Juarez Tavares, da UFRJ, Gisele Cittadino, da PUC-RJ, Pedro Serrano, da PUC-SP, e Carol Proner, do IJHF-AL.

Inscreva-se na TV 247 e assista a debate do Grupo Preorrogativas sobre o assunto:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email