Maioria dos brasileiros (79%) defende punição por violação de quarentena, diz Datafolha

A maioria expressiva dos brasileiros defende algum tipo de punição contra as pessoas que violam a quarentena. Desses, contudo, apenas 3% acham que prisão seria uma sanção aceitável

(Foto: Rovena Rosa/ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dados de pesquisa Datafolha feita nesta sexta-feira (17) apontam que 79% dos brasileiros acham que as pessoas que violam as regras de quarentena devem ser punidas. O instituto ouviu 1.606 pessoas por telefone. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Reportagem do jornal Folha de S. Paulo sobre a pesquisa lembra que "o governador paulista, João Doria (PSDB), disse que poderia considerar até a detenção como recurso último caso a pandemia se agravasse. Hoje, não há no país quarentena que impeça pessoas de ir à rua, apenas determinando o fechamento de comércio não essencial." Doria estendeu a quarentena no estado até 10 de maio, sem endurecer regras, nesta sexta.

Neste sábado 18, um protesto com carreata e buzinaço com cerca de 100 veículos na Avenida Paulista defendeu Jair Bolsonaro, pediu a saída de João Doria e o fim do isolamento social. Vídeos aqui.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247