PUBLICIDADE

Major Olímpio diz que Moro ‘deu um tiro no próprio saco’ ao aceitar emprego em administradora judicial da Odebrecht

PUBLICIDADE

247 - O senador Major Olímpio (PSL-SP), ex-aliado de Jair Bolsonaro, disse que a participação do ex-juiz Sergio Moro como sócio-diretor da norte-americana Alvarez & Marsal é “um tiro no próprio saco”. Segundo o senador, não é no pé, porque “as sequelas são piores [no saco]”.

O caso

A consultoria Alvarez & Marsal (A&M), com sede nos Estados Unidos, administra a recuperação judicial da Odebrecht e OAS, empresas quebradas pela Lava Jato, comandada pelo então juiz Moro, que será sócio-diretor da A&M em São Paulo.

PUBLICIDADE

O jornalista Paulo Moreira Leite, colunista do Brasil 247 e da TV 247, criticou, no programa Bom Dia 247, a decisão do ex-juiz Sergio Moro de se tornar sócio da consultoria estadunidense. “Isso revela a promiscuidade sem limites da Lava Jato”, diz PML, que escreveu o livro “A outra história da Lava Jato”.

O ex-senador Roberto Requião, do MDB, enxerga um claro conflito de interesses. “Agora vale tudo por dinheiro?”, disse ele, em entrevista à TV 247.

PUBLICIDADE

Moro respondeu a críticas de internautas e afirmou que não atuará em "casos de potencial conflito de interesses". "Ingresso nos quadros da renomada empresa de consultoria internacional Alvarez&Marsal para ajudar as empresas a fazer coisa certa, com políticas de integridade e anticorrupção. Não é advocacia, nem atuarei em casos de potencial conflito de interesses", disse ele no Instagram.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE