Mandetta diz que Bolsonaro fez opção consciente de colocar vidas em risco

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou na noite desta segunda-feira no programa Roda Viva que Jair Bolsonaro tomou decisão consciente de pôr as vidas das pessoas em risco, ao fazer declarações minimizando a pandemia de Covid-19. Segundo Mandetta, ainda em março Bolsonaro sabia que o país poderia chegar a 180 mil mortos pela Covid-19

Jair Bolsonaro e Luiz Henrique Mandetta
Jair Bolsonaro e Luiz Henrique Mandetta (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ex-ministro da Saúde de Jair Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta disse que o presidente da República fez falas minimizando a Covid-19, não por despreparo, mas por ter tomando uma decisão consciente de pôr em risco as vidas das pessoas. "Não acho que seja despreparo, acho que foi uma decisão consciente, sabendo dos números, apostando num ponto futuro (...) Ele se abraçou na tese da economia, já para ter uma vacina para ele e falar: 'a economia vai recuperar, fui eu que recuperei, não deixei'. Ele fez uma opção política consciente que colocava em risco a vida das pessoas. Isso foi consciente da parte dele, não tenha dúvidas", afirmou Mandetta no programa Roda Viva.

Mandetta disse que apresentou todos os tipos de cenários para Bolsonaro e outros ministros e que Bolsonaro escolheu no que acreditaria. Ainda, acrescentou que o protocolo para uso da hidroxicloroquina era "muito bem arquitetado para uso político".

"Joga cloroquina, começa a chamar de vírus chinês, fala que a culpa é da China. Então não dá para falar da China, fala que é da OMS. Passou o Ministério da Saúde a ser o elemento de raiva, esse é o cara que traz a notícia ruim, fala o que não quero ouvir. Tanto que eles trocam o ministro e uma das primeiras coisas que o ministro militar chega e fala e que não vai mais dar números", narrou Mandetta.

O ex-ministro da Saúde responsabiliza também o ministro da Economia, Paulo Guedes, que segundo sua opinião, pode ter influenciado as decisões de Jair Bolsonaro sobre o tema. Mandetta conta que Bolsonaro disse: "eu prefiro atender a econômica porque acho que é mais importante que atender a saúde', informa o UOL.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247