Marina Silva sobre Ricardo Salles: 'assumiu para liquidar ministério'

Visivelmente abalada com o volume de retrocessos que se alastraram de forma inédita e em tempo recorde pelo país, a ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à presidência da República Marina Silva afirma que o atual ministro do Meio Ambiente foi nomeado para "liquidar" o ministério; ela diz que as medidas que estão sendo tomadas trarão insegurança jurídica e que o governo Bolsonaro faz política de 'demolição'

Marina Silva sobre Ricardo Salles: 'assumiu para liquidar ministério'
Marina Silva sobre Ricardo Salles: 'assumiu para liquidar ministério' (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Visivelmente abalada com o volume de retrocessos que se alastraram de forma inédita e em tempo recorde pelo país, a ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à presidência da República Marina Silva afirma que o atual ministro do Meio Ambiente foi nomeado para "liquidar" o ministério. Ela diz que as medidas que estão sendo tomadas trarão insegurança jurídica e que o governo Bolsonaro faz política de 'demolição'.

A reportagem do jornal Valor destaca a decepção da ex-ministra diante do tema Bolsonaro, em cifras literárias: "entremeando suspiros e longas pausas, a ex-ministra aponta que as mudanças no processo de licenciamento ambiental que estão sendo adotadas tendem a trazer ainda mais insegurança jurídica e ironiza o posicionamento de alguns integrantes do governo de criticar a teoria do aquecimento global. Para ela, nunca houve um governo que fosse formado por um 'centro hegemônico de céticos' como o atual."

Sobre a estrutura atual do ministério do Meio Ambiente, Marina diz: "eu acho que ele [Bolsonaro] não fez a política de fundição [com o Ministério da Agricultura], e na prática está fazendo a política de demolição, está demolindo o ministério. O ministro [Ricardo Salles] não assumiu para ser o ministro da proteção, mas para ser o ministro da liquidação do Ministério do Meio Ambiente. Sabe quando você tem aquela pessoa indicada para fazer a liquidação da massa falida? É isso que ele está fazendo. E não dá nem para dizer que é uma pessoa bem intencionada, ele faz o jogo, sabe o que está fazendo."

Acerca das mudanças que mais geram preocupação, ela afirma: "para mim, a [mudança] mais desastrosa é ter um ministro que não se preocupa com a própria Pasta que comanda. Alguém que vai para o Ministério do Meio Ambiente para ser contrário à natureza precípua da pasta, esse é o pior atraso. Um ministro que está mais preocupado em agradar os setores mais reacionários do agronegócio."

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247