Marona explica por que pesquisa de Piketty é fajuta

O jornalista Mário Marona classificou como "cascata" o estudo do World Wealth and Income Database, codirigido pelo economista Thomas Piketty, que disse que a desigualdade de renda no Brasil não caiu entre 2001 e 2015; Marona aponta que o estudo retira suas conclusões de uma análise das declarações de imposto de renda no Brasil nos últimos 16 anos; "Não faz o menor sentido uma pesquisa se basear somente em dados da Receita Federal num país, como o Brasil, em que 85% da população não declara imposto de renda, percentual em que estão incluídos TODOS os pobres", diz Marona, que também critica a Folha de S. Paulo por não ter observado o erro 

O jornalista Mário Marona classificou como "cascata" o estudo do World Wealth and Income Database, codirigido pelo economista Thomas Piketty, que disse que a desigualdade de renda no Brasil não caiu entre 2001 e 2015; Marona aponta que o estudo retira suas conclusões de uma análise das declarações de imposto de renda no Brasil nos últimos 16 anos; "Não faz o menor sentido uma pesquisa se basear somente em dados da Receita Federal num país, como o Brasil, em que 85% da população não declara imposto de renda, percentual em que estão incluídos TODOS os pobres", diz Marona, que também critica a Folha de S. Paulo por não ter observado o erro 
O jornalista Mário Marona classificou como "cascata" o estudo do World Wealth and Income Database, codirigido pelo economista Thomas Piketty, que disse que a desigualdade de renda no Brasil não caiu entre 2001 e 2015; Marona aponta que o estudo retira suas conclusões de uma análise das declarações de imposto de renda no Brasil nos últimos 16 anos; "Não faz o menor sentido uma pesquisa se basear somente em dados da Receita Federal num país, como o Brasil, em que 85% da população não declara imposto de renda, percentual em que estão incluídos TODOS os pobres", diz Marona, que também critica a Folha de S. Paulo por não ter observado o erro  (Foto: Aquiles Lins)

Por Mario Marona, em seu Facebook - PESQUISA FAJUTA NA CAPA DA FOLHA:

Com todo respeito ao Piketty, autor de um livro importante sobre desigualdade de renda no mundo, a pesquisa divulgada pelo instituto dele e chamada na primeira página da Folha é uma cascata ou, no mínimo, comete um erro primário absurdo de apuração, que o jornal tinha o dever de perceber.

Retira suas conclusões de uma análise das declarações de imposto de renda no Brasil nos últimos 16 anos.

Não faz o menor sentido uma pesquisa se basear somente em dados da Receita Federal num país, como o Brasil, em que 85% da população não declara imposto de renda, percentual em que estão incluídos TODOS os pobres.

Erro curioso, já que no seu livro, "O Capital do Século XXI", Piketty não retira suas conclusões de um único indicador, como o IR, mas de todos os índices capazes de medir ou indicar renda, poder de compra e desenvolvimento humano.

Leia também:  Estudo diz que desigualdade de renda não reduziu entre 2001 e 2015

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247