MEC cancela contrato com associação e TV Escola pode acabar

O Ministério da Educação não irá renovar o contrato com a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp), responsável por gerir a TV Escola; a emissora esteve no alvo de uma polêmica recentemente por anunciar programação com Olavo de Carvalho

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério da Educação (MEC), comandado por Abraham Weintraub, anunciou nesta sexta-feira 13 que não irá renovar o contrato com a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp), responsável por gerir a TV Escola. O contrato vai até o final deste ano. 

Com a decisão, não é certo que a TV Escola continuará a existir. Questionado se encerrará as atividades do canal, o MEC afirmou que "estuda a possibilidade de as atividades do canal serem exercidas por outra instituição da administração pública". 

A emissora esteve no alvo de uma polêmica recentemente por anunciar em sua programação a exibição da série “Brasil: a última cruzada”, que tem a participação de Olavo de Carvalho e tem como linha de roteiro as ideias do guru do governo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247