MEC libera R$ 26 mi para empresa de aliado de Lira distribuir kit de robótica para escolas sem água ou internet

Valor unitário também está acima dos preços praticados pelo mercado e supera até o de produtos internacionais de ponta

www.brasil247.com - Presidente da Câmara, Arthur Lira
Presidente da Câmara, Arthur Lira (Foto: REUTERS/Adriano Machado)


247 - O governo Jair Bolsonaro (PL) destinou R$ 26 milhões de recursos do Ministério da Educação (MEC) para a compra de kits de robótica, com custo unitário de R$ 14 mil, para escolas de pequenas cidades de Alagoas. Muitas das unidades de ensino, porém, não possuem sequer água encanada ou acesso à internet. 

De acordo com a Folha de S. Paulo, todos os municípios alagoanos beneficiados com a verba possuem contratos “com uma mesma empresa de aliados do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), responsável por controlar em Brasília a distribuição de parte das bilionárias emendas de relator do Orçamento, fonte dos recursos dos kits de robótica”. 

A empresa responsável pelos kits é a Megalic, registrada em nome de Roberta Lins Costa Melo e Edmundo Catunda, pai do vereador de Maceió João Catunda (PSD), aliado do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Ainda conforme a reportagem, o valor unitário dos kits está acima dos praticados pelo mercado e supera até mesmo os produtos de ponta de nível internacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

”As cidades beneficiadas têm entre 2.749 e 11.954 matrículas. Todos os sete municípios contam com deficiências educacionais mais urgentes do que a adoção de projetos de robótica”, ressalta o texto. O periódico aponta, ainda, que os recursos foram liberados sem critérios técnicos e com uma celeridade sem igual. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em quatro municípios os recursos foram empenhados ocorreram em dezembro e, nos demais, entre agosto e outubro do ano passado. O dinheiro foi depositado na conta das prefeituras entre fevereiro e março deste ano. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nota, o presidente da Câmara, Arthur Lira, disse que não tem envolvimento com a contratação de empresas pelos municípios.O Ministério da Educação e o FNDE não se pronunciaram sobre o caso. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email