MEC volta atrás e cancela viagem a Paris de 'discípulos' de Olavo de Carvalho

O MEC acabou de cancelar a viagem a Paris de três assessores ligados ao "guru" da família Bolsonaro, Olavo de Carvalho; uma determinação anterior do ministério de bancar os custos de passagens e diárias do grupo, entre os dias 6 e 14 deste mês na capital francesa, provocou revolta no próprio governo

MEC volta atrás e cancela viagem a Paris de 'discípulos' de Olavo de Carvalho
MEC volta atrás e cancela viagem a Paris de 'discípulos' de Olavo de Carvalho

Revista Fórum - Em meio às inúmeras e frequentes crises protagonizadas pelo primeiro escalão do Ministério da Educação (MEC), especialmente pelo titular da pasta, Ricardo Vélez Rodríguez, mais uma decisão causou incômodo e provocou a reversão de uma decisão anterior.

O MEC acabou de cancelar a viagem a Paris de três assessores ligados ao "guru" da família Bolsonaro, Olavo de Carvalho. De acordo com publicação de O Estado de S.Paulo, uma determinação anterior do ministério de bancar os custos de passagens e diárias do grupo, entre os dias 6 e 14 deste mês na capital francesa, provocou revolta no próprio governo.

Depois disso, o MEC publicou no Diário Oficial da União (DOU), desta quarta-feira (3), um ato que tornou sem efeito a autorização para deslocamento da comitiva, composta por Bruna Luiza Becker, assessora especial; Mariana Nascimento Santos, chefe interina da Assessoria Internacional da pasta; e Murilo Rezende Ferreira, assessor do gabinete do ministro Vélez.

Programação

A programação do grupo em Paris incluiria visita às instalações da Casa França – Brasil, participação em reunião com a delegação brasileira junto à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e em uma sessão do "Education Policy Committee" (EDPC).

Ricardo Machado Vieira, secretário-executivo do MEC, segundo posto na hierarquia da pasta, assinou o cancelamento da viagem.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247