MEC volta atrás sobre livros didáticos e culpa gestão Temer

Após polêmica, ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, informa em nota ter decidido tornar sem efeito o edital sobre livros didáticos que permitia publicidade, liberava erros de português e textos sem fonte, entre outras barbaridades, publicado no dia 2 de janeiro; segundo ele, havia "erros que foram detectados no documento cuja produção foi realizada pela gestão anterior do MEC e enviada ao FNDE em 28 de dezembro de 2018"

MEC volta atrás sobre livros didáticos e culpa gestão Temer
MEC volta atrás sobre livros didáticos e culpa gestão Temer
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério da Educação, comandado por Ricardo Vélez Rodríguez, informou na tarde desta quarta-feira 9 ter decidido tornar sem efeito o polêmico edital sobre livros didáticos, que permitia publicidade, liberava erros de português e textos sem fonte, entre outras barbaridades, publicado no dia 2 de janeiro. Ele diz que no texto havia "erros que foram detectados no documento cuja produção foi realizada pela gestão anterior do MEC e enviada ao FNDE em 28 de dezembro de 2018".

Leia a íntegra da nota:

"O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, decidiu tornar sem efeito o 5º Aviso de Retificação do edital do PNLD 2020, publicado no dia 2 de janeiro, tendo em vista os erros que foram detectados no documento cuja produção foi realizada pela gestão anterior do MEC e enviada ao FNDE em 28 de dezembro de 2018.

O MEC reitera o compromisso com a educação de forma igualitária para toda a população brasileira e desmente qualquer informação de que o Governo Bolsonaro ou o ministro Ricardo Vélez decidiram retirar trechos que tratavam sobre correção de erros nas publicações, violência contra a mulher, publicidade e quilombolas de forma proposital".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247