Mello Franco condena troca da Saúde por votos no Congresso

O colunista Bernardo Mello Franco critica mais uma trapalhada do governo Temer; depois de prometer um ministério de notáveis, seu chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, confessou que a pasta mais importante, a da Saúde, foi trocada por votos no Congresso; "Há nove meses no cargo, Barros se notabilizou por dizer besteiras e defender os interesses dos planos de saúde. Apesar do desempenho pífio, tem recebido boas notas do professor Padilha. O PP também parece satisfeito. Desde que assumiu o ministério, não deixou de cumprir um dever de casa dado pelo Planalto", diz o jornalista

Eliseu Padilha e Ricardo Barros
Eliseu Padilha e Ricardo Barros (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O colunista Bernardo Mello Franco critica mais uma trapalhada do governo Temer, no texto A aula do professor Padilha.

Depois de prometer um ministério de notáveis, seu chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, confessou que a pasta mais importante, a da Saúde, foi trocada por votos no Congresso.

"Na campanha pelo impeachment, Michel Temer prometeu montar um ministério de notáveis. Ele nomearia uma equipe de auxiliares reconhecidos pelo talento, e não pela ficha corrida ou pelo apoio de deputados e senadores. O balão de ensaio murchou rapidamente. Ao tomar posse, o presidente imitou os antecessores e loteou a Esplanada em troca de votos no Congresso", lembra Mello Franco.

"Há nove meses no cargo, Barros se notabilizou por dizer besteiras e defender os interesses dos planos de saúde. Apesar do desempenho pífio, tem recebido boas notas do professor Padilha. O PP também parece satisfeito. Desde que assumiu o ministério, não deixou de cumprir um dever de casa dado pelo Planalto", completa. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247