Memorial da Anistia em Belo Horizonte não vai mais existir, decide Damares

“Podemos encontrar um outro destino para esse prédio, mas, o memorial, não temos recursos para isso”, disse, durante visita à UFMG

Damares Alves
Damares Alves (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Jornal GGN – A ministra dos Direitos Humanos Damares Alves informou na terça (13) que o Memorial da Anistia não será mais entregue. Segundo ela, o governo Bolsonaro pensará em outra destinação para o prédio da Universidade Federal de Minas Gerais, no Bairro Santo Antônio, mas o projeto de preservação da memória não sairá do papel apesar de já ter consumido R$ 12 milhões para esta finalidade.

“Podemos encontrar um outro destino para esse prédio, mas, o memorial, não temos recursos para isso”, disse.

A obra, iniciada em 2009, estava prevista para ser concluída em 2016. A reitoria da UFMG informou à Damares que faltam R$ 3 milhões para restaurar o prédio e mais R$ 8 milhões para colocar o memorial para funcional.

Damares, contudo, disse que o dinheiro do Ministério será usado na Comissão de Anistia, para agilizar os processos que estão aguardando parecer.

Confira a reportagem completa no Jornal GGN.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247