Meritocracia: governo Bolsonaro quer dar bônus no Bolsa Família a quem arrumar emprego formal

Membros dos Ministérios da Cidadania e da Economia avaliam que beneficiários do programa rejeitam a formalização do vínculo porque deixariam de receber a renda

(Foto: Rafael Lampert Zart)
Siga o Brasil 247 no Google News

Revista Fórum  - Integrantes do governo de Jair Bolsonaro defendem que os beneficiários do Bolsa Família —ou do programa social que vier a substituí-lo— recebam um bônus caso consigam trabalho formal.

Para os que defendem a medida, o bônus deveria estimular a busca por emprego formal. A família, portanto, teria um aumento duplo na renda: o salário pago pela empresa e também o bônus transferido pelo programa do governo.

O tal bônus, que o governo avalia em torno de R$ 200, bem como o benefício em si, deverá ter um prazo para ser encerrado após a carteira de trabalho ter sido assinada. Tanto o prazo quanto o valor adicional ainda estão em discussão, pois dependem de Orçamento federal.

PUBLICIDADE

Uma família cadastrada no Bolsa Família recebe hoje R$ 190 por mês, valor bem inferior ao salário mínimo em 2021, de R$ 1.100 por mês, que geralmente é usado como piso para trabalhadores com carteira assinada.

Leia a íntegra na Revista Fórum.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email