Michelle Bolsonaro exige que obras sacras saiam do Palácio da Alvorada

Com a posse de Jair Bolsonaro, obras de arte com imagens sacras devem ser transferidas do Palácio da Alvorada, onde irá morar a família do presidente eleito, rumo ao Palácio do Jaburu; segundo relatos feitos por três funcionários do Palácio do Planalto, a transferência ocorrerá após a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, ter demonstrado um desejo na retirada das obras; a mulher do presidente eleito frequenta a Igreja Batista Atitude, no Rio de Janeiro; as denominações evangélicas não costumam venerar esculturas de santo

Michelle Bolsonaro exige que obras sacras saiam do Palácio da Alvorada
Michelle Bolsonaro exige que obras sacras saiam do Palácio da Alvorada

247 - Com a posse de Jair Bolsonaro, obras de arte com imagens sacras devem ser transferidas do Palácio da Alvorada, onde irá morar a família do presidente eleito, rumo ao Palácio do Jaburu, segundo informou o jornal Folha de S.Paulo.

Hoje, a residência oficial apresenta como parte de seu mobiliário cinco peças de simbologia católica: um par de anjos barrocos tocheiros, na biblioteca, e quatro estátuas de santos nas salas de música e de estado.

Uma das imagens é uma representação em madeira de Santa Bárbara, do século 18.

Segundo relatos feitos por três funcionários do Palácio do Planalto, a transferência ocorrerá após a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, ter demonstrado um desejo na retirada das obras. Ela teria perguntado se seria possível que as obras deixassem o Palácio da Alvorada.

Procurada pela reportagem, a assessoria da futura primeira-dama informou que ela não tinha interesse em falar com o jornal Folha de S.Paulo. A mulher do presidente eleito frequenta a Igreja Batista Atitude, no Rio de Janeiro. As denominações evangélicas não costumam venerar esculturas de santo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247