Militar traficante não passou pelo Raio-X obrigatório na base da FAB

O militar preso na Espanha com 39 quilos de cocaína transportados no avião da Presidência é o segundo-sargento Silva Rodrigues, da Força Aérea; já se sabe que ele não passou pelo aparelho de Raio-X, de uso obrigatório, da Base Aérea da FAB em Brasília

www.brasil247.com -
(Foto: Foto: Alan Santos - PR)


247 - O militar preso na Espanha com 39 quilos de cocaína transportados no avião da Presidência é o segundo-sargento Silva Rodrigues da Força Aérea Brasileira; já se sabe que ele não passou pelo aparelho de Raio-X, de uso obrigatório, da Base Aérea da FAB em Brasília.

Rodrigues atua no Grupo de Transportes Especiais da FAB como comissário de bordo, segundo o jornalista Robson Bonin.

Segundo o general vice-presidente, Hamilton Mourão, no exercício da Presidência, o segundo sargento, preso nesta terça-feira (25) no aeroporto de Sevilha, na Espanha, embarcaria a bordo do avião presidencial no retorno do presidente Jair Bolsonaro ao Brasil, depois da viagem à reunião do G-20 no Japão (leia aqui).  "É óbvio que, pela quantidade de droga que o cara tava levando, ele não comprou na esquina e levou, né?", disse Mourão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O escândalo já repercute em todo o mundo. A edição global do jornal El País destacou nesta quarta-feira (26) a prisão e informou que o caso fez Bolsonaro mudar plano de voo a Tóquio; escala foi mudada de Sevilha para Lisboa sem explicação oficial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email