Militares receberão remuneração integral ao se aposentar, prevê proposta de Bolsonaro

Proposta de reforma da Previdência dos militares entregue pelo governo Jair Bolsonaro ao Congresso prevê que membros das Forças Armadas, policiais militares e bombeiros dos estados manterão, ao se aposentar, a integralidade da última remuneração

Militares receberão remuneração integral ao se aposentar, prevê proposta de Bolsonaro
Militares receberão remuneração integral ao se aposentar, prevê proposta de Bolsonaro (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

247 - Na proposta de reformada Previdência dos militares entregue nesta quarta-feira (20) pelo governo, o discurso de corte dos "privilégios" passou longe. Quem vai entrar nas carreiras das Forças Armadas, policiais militares e bombeiros dos estados manterá, ao se aposentar, a integralidade da última remuneração. Além disso, a remuneração será corrigida de acordo com os aumentos dados aos ativos.

Na proposta apresentada para servidores públicos da União, incluindo os professores, esses benefícios —integralidade e paridade – foram extintos. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

A regra de transição também foi retirada para os policiais militares e bombeiros. Segundo o projeto, a integralidade e paridade também está mantida para quem ainda vai ingressar nas carreiras.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247