Militares tomam conta do governo

Em artigo na Folha de S.Paulo, o jornalista Vinicius Torres Freire destaca que os generais ocuparam o Palácio do Planalto, num quadro em que o Congresso fica mais independente e o núcleo original da gestão de governo se desfez

Jair Bolsonaro durante Cerimônia Comemorativa do Dia do Exército, com a Imposição da Ordem do Mérito Militar e da Medalha do Exército Brasileiro.
Jair Bolsonaro durante Cerimônia Comemorativa do Dia do Exército, com a Imposição da Ordem do Mérito Militar e da Medalha do Exército Brasileiro. (Foto: Marcos Corrêa/PR)

247 - "Jair Bolsonaro deve manter em 2020 o mesmo padrão de relacionamento com o Congresso observado em 2019: nenhum. Haveria ao menos um padrão mínimo de governo?" - questiona o jornalista Vinicius Torres Freire 

O jornalista da Folha de S.Paulo assinala que o "Planalto é mais e mais ocupado por oficiais-generais". 

"O núcleo original de ministros “da casa”, com assento no Planalto, acaba de se desmanchar de vez com a provável nomeação de um oficial-general de quatro estrelas para a Casa Civil". 

"A Secretaria de Governo é ora comandada por um general de quatro estrelas da ativa, Luiz Ramos. A Casa Civil pode ir para outro general de exército da ativa, Braga Netto, que seria outro chefe de Estado-Maior do Exército a ir para o governo, como foi o caso do ministro da Defesa, Fernando de Azevedo". 

Leia a íntegra 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247