Militares venezuelanos pedirão refúgio ao Brasil

Dois ministérios de Bolsonaro, o das Relações Exteriores e o da Defesa, divulgaram uma nota conjunta afirmando que os cinco militares venezuelanos presos em Roraima pelo Exército brasileiro vão iniciar os procedimentos para pedir refúgio no Brasil

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dois ministérios de Bolsonaro, o das Relações Exteriores e o da Defesa, divulgaram uma nota conjunta afirmando que os cinco militares venezuelanos presos em Roraima pelo Exército brasileiro vão iniciar os procedimentos para pedir refúgio no Brasil.

A reportagem do portal G1 relembra que "os militares foram encontrados pelo Exército brasileiro na quinta-feira (26) durante patrulhamento na região da terra indígena de São Marcos, ao Norte de Roraima. Os cinco estavam estavam desarmados e foram conduzidos à capital Boa Vista."

A matéria ainda acrescenta que "segundo o governo de Nicolás Maduro, os oficiais são "desertores" e estão envolvidos no ataque a uma base militar no sul do território venezuelano ocorrida na semana passada. A Venezuela afirma que os combatentes participaram do ataque contra uma instalação militar em Gran Sabana, em 22 de dezembro, que resultou na morte de um oficial e no roubo de 120 fuzis e nove lança-granadas."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247