Ministério da Educação demite assessores ligados aos olavistas

Sob o comando do professor e pastor Milton Ribeiro, o Ministério da Educação exonerou quatro ex-assessores especiais do ex-ministro Abraham Weintraub, aliado olavista

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em meio a uma crise do governo com a ala ideólogica ligada ao guru Olavo de Carvalho, o secretário-executivo do MEC (Ministério da Educação), Victor Godoy Veiga, exonerou quatro ex-assessores especiais do ex-ministro Abraham Weintraub, aliado olavista.

Em decisão publicada nesta segunda-feira (27) no DOU (Diário Oficial da União) exonerando Auro Hadano Tanaka, Eduardo André Brito Celino, Sérgio Henrique Cabral Sant'ana e Victor Sarfatis Metta.

Após a demissão de Weintraub, em 18 de junho, Jair Bolsonaro indiciou o professor Carlos Alberto Decotelli da Silva para o MEC, ligado à ala militar do governo. Porém, foi exonerado antes de assumir a pasta por uma série de inconsistências em seu currículo.

Em 10 de julho, Bolsonaro nomeou o professor e pastor da Igreja Presbiteriana Milton Ribeiro. Teólogo e Advogado, Ribeiro é ex-vice reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247