Ministério da Saúde apaga postagem sobre compra de doses da vacina chinesa

Exclusão das publicações ocorreu após fala de Bolsonaro, que determinou o cancelamento da intenção de compra

Profissional de saúde segura caixa de potencial vacina contra Covid-19 da chinesa Sinovac durante testes em Porto Alegre
Profissional de saúde segura caixa de potencial vacina contra Covid-19 da chinesa Sinovac durante testes em Porto Alegre (Foto: REUTERS/Diego Vara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Victor Fuzeira, Metrópoles - Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cancelar a compra de 46 milhões de doses da Coronavac, o perfil do Ministério da Saúde no Twitter apagou publicações em que confirmava a intenção da aquisição da vacina contra o novo coronavírus.

Na mensagem, a pasta dizia que havia firmado “assinatura de protocolo de intenções” para compra dos imunizantes. A postagem é dessa terça-feira (20/10).

Há, ainda, uma outra publicação, complementando a postagem que foi excluída. Nesta, o ministro Eduardo Pazuello defende que a aquisição das doses de Coronavac “pretende reforçar a estratégia de proteção contra a Covid-19″.

Leia mais no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247