Ministro da Educação de Bolsonaro diz que brasileiros são ladrões

Colombiano Vélez Rodriguez concedeu entrevista estarrecedora à revista Veja. Disse que brasileiros roubam até hotéis quando viajam ao exterior, diz que vai acabar com cotas e com a universidade pública; "O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo", disse Vélez Rodríguez; ou seja: nunca, em toda a sua história, os brasileiros foram tão humilhados por uma autoridade pública

Ministro da Educação de Bolsonaro diz que brasileiros são ladrões
Ministro da Educação de Bolsonaro diz que brasileiros são ladrões
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O colombiano Ricardo Vélez Rodriguez, ministro da Educação do governo de Jair Bolsonaro, concedeu entrevista estarrecedora à revista Veja, que vai às bancas neste fim de semana. 

Vélez chama os brasileiros de ladrões e disse que eles roubam até hotéis quando viajam ao exterior. "O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esse é o tipo de coisa que tem que ser revertido nas escolas", afirmou. 

O ministro disse também que vai acabar com cotas e com a universidade pública. "Em nenhum país do mundo a universidade chega para todos. Ela representa uma elite intelectual, para a qual nem todos estão preparados", afirmou.  

Nunca, em toda a sua história, os brasileiros foram tão humilhados por uma autoridade pública.

PUBLICIDADE

Leia a entrevista na íntegra.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email