Ministro do STJ faz enquete sobre intervenção militar

O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), causou polêmica ao fazer no fim da tarde desta quinta-feira, 28, uma enquete em sua conta no Twitter. "Vc é o juiz: o Brasil deve sofrer intervenção militar?", questionou o magistrado; em pouco mais de quatro horas, o tuíte superou mil e trezentos votos; quase 90% dos internautas votaram contra a intervenção militar; ao constatar a polêmica, Og Fernandes se defendeu das críticas e disse que segue a Constituição

O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), causou polêmica ao fazer no fim da tarde desta quinta-feira, 28, uma enquete em sua conta no Twitter. "Vc é o juiz: o Brasil deve sofrer intervenção militar?", questionou o magistrado; em pouco mais de quatro horas, o tuíte superou mil e trezentos votos; quase 90% dos internautas votaram contra a intervenção militar; ao constatar a polêmica, Og Fernandes se defendeu das críticas e disse que segue a Constituição
O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), causou polêmica ao fazer no fim da tarde desta quinta-feira, 28, uma enquete em sua conta no Twitter. "Vc é o juiz: o Brasil deve sofrer intervenção militar?", questionou o magistrado; em pouco mais de quatro horas, o tuíte superou mil e trezentos votos; quase 90% dos internautas votaram contra a intervenção militar; ao constatar a polêmica, Og Fernandes se defendeu das críticas e disse que segue a Constituição (Foto: Aquiles Lins)

247 - O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), causou polêmica ao fazer no fim da tarde desta quinta-feira, 28, uma enquete em sua conta no Twitter. "Vc é o juiz: o Brasil deve sofrer intervenção militar?", questionou o magistrado.

Em pouco mais de quatro horas, o tuíte superou mil e trezentos votos. Quase 90% dos internautas votaram contra a intervenção militar. Ao constatar a polêmica, Og Fernandes se defendeu das críticas e disse que segue a Constituição.

Vários seguidores fizeram críticas à iniciativa do magistrado. Após as críticas, o ministro se defendeu no Twitter. "Caros seguidores, verifico que o país está muito polarizado e com os nervos à flor da pele. Faço enquestes em torno de temas no Twitter. Ao levantar o tema que dei Rt antes da enquente, verifiquei uma insana busca de intenções no que era um gesto de auscultar os seguidores. Querem minha opinião? Meu dever é cumprir a lei. Sou seguidor da lei, da Constituição e da democracia no Brasil. Faço isso todo dia. Acalmem-se. De mim, não verão qualquer manifestação fora da lei. Obrigado aos (que) entenderam o intuito da enquete. Estamos numa democracia. Ouvir a opinião das pessoas é regra. Como juiz, continuarei a assegurar o direito de expressão", escreveu Og Fernandes em cinco postagens.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247