Ministro prevê novos acordos entre governo e grevistas

Brizola Neto, do Trabalho, afirmou que "o governo está atento e é fundamental entender que começou a formular propostas concretas"; ele acredita que o processo de negociação está bem encaminhado

Ministro prevê novos acordos entre governo e grevistas
Ministro prevê novos acordos entre governo e grevistas (Foto: Elza fiúza/ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Carolina Sarres, da Agência Brasil – O ministro do Trabalho, Brizola Neto, disse nesta quinta-feira 16 que a partir da próxima semana deverá haver maior entendimento entre o governo e os servidores públicos em greve há dois meses.

"O governo está atento e é fundamental entender que começou a formular propostas concretas, como foi feito com o setor da educação. A tendência natural agora é os movimentos irem perdendo força à medida que forem produzidos acordos", explicou o ministro.

Segundo ele, o processo de negociação está bem encaminhado pelos sindicatos e o Ministério do Planejamento. O ministro acredita que dessas negociações pode surgir oferta de reajuste para as carreiras Plano Geral de Cargos do Poder Executivo, beneficiando cerca de 500 mil servidores de nível superior.

Brizola Neto deu entrevista ao programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços. O programa é transmitido pela TV NBR e por emissoras de rádio.

O ministro defendeu a regulamentação da greve no serviço público. Para ele, apesar da pertinência das reivindicações, há serviços que não podem ser paralisados, porque causariam prejuízos irrecuperáveis à população.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email