HOME > Brasil

Ministros do TCU devem pedir devolução imediata da propina recebida por Bolsonaro

Punguista que ocupou a presidência recebeu estojo com joias e tentou liberar R$ 16,5 milhões apreendidos

Jair Bolsonaro (Foto: Reuters/Marco Bello | Reprodução)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Jair Bolsonaro, que está há quase três meses 'exilado' nos Estados Unidos, pode ser obrigado pelos ministros do Tribunal de Contas da União a devolver imediatamente a propina que recebeu da ditadura saudita, na forma de joias. "Ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) avaliam pedir que o estojo de joias dado pela Arábia Saudita que ficou com Jair Bolsonaro após o fim do mandato seja devolvido. A medida seria embasada pelo entendimento de que bens presenteados por governos não são itens pessoais", aponta reportagem do Globo.

Nesta quarta, o próprio Bolsonaro confirmou à CNN que incorporou ao seu acervo privado o conjunto com caneta, um anel, um relógio, um par de abotoaduras e uma espécie de rosário. Os itens foram trazidos para o Brasil em outubro de 2021 pelo ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: