Moro coloca-se como ator político e ataca eleições

Sérgio Moro atacou as eleições presidenciais marcadas para outubro e afirmou nesta quarta (25) que o resultado do pleito traz o "risco de retrocesso" contra a sua Operação Lava Jato; amigo de diversos políticos tucanos e fotografado mais de uma vez em situações de confraternização com Aécio Neves e João Doria, Moro disse ainda que o país precisa "do exemplo de lideranças honestas" 

Moro coloca-se como ator político e ataca eleições
Moro coloca-se como ator político e ataca eleições (Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Juiz federal de primeira instância Sérgio Moro insiste em se tornar protagonista político do país e agora ataca as eleições presidenciais. Ele afirmou nesta quarta (25) que o resultado do pleito traz o "risco de retrocesso" contra a sua Operação Lava Jato. Amigo de diversos políticos tucanos e fotografado mais de uma vez em situações de confraternização com Aécio Neves e João Doria, Moro disse ainda que o país precisa "do exemplo de lideranças honestas". 

As declarações foram num evento organizado pelo jornal O Estado de S.Paulo sobre segurança e que reuniu apenas personalidades de direita. Após a mesa, em entrevista, o juiz disse que "a corrupção espalhada, disseminada e profunda" é um dos principais problemas que a sociedade brasileira precisaria resolver. Ele não foi perguntado sobre o tema em relação ao governo Temer ou ao PSDB, mas foi questionado em relação às recentes declarações de Ciro Gomes pela libertação de Lula -Moro esquivou-se de comentar.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email