Moro comunica a aliados que deixará o governo se perder segurança pública

Causou profundo impacto no ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, a movimentação de Jair Bolsonaro para esvaziar seus poderes desmembrando o ministério. Ele ameaça deixar o governo se a mudança for implementada

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

247 - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, já avisou a aliados que sairá do governo se seu ministério for desmembrado com a criação de um ministério à parte para cuidar somente da segurança pública.  

Segundo informa a coluna Painel da Folha de São Paulo, Moro se diz "chateado".

Pessoas próximas ao ex-juiz da Lava Jato disseram que ele e Bolsonaro não se falaram durante a quinta-feira (23). 

Nos meios políticos é intensa a repercussão do caso. Moro entrou no governo como "superministro", enfeixando amplos poderes. Ao longo do ano passado, viveu diversos episódios de desgaste com o titular do Executivo. 

Tornou-se forte a ideia de que de "superministro" e possível candidato a vice de Bolsonaro em 2022, ele pode se tornar um adversário do atual mandatário na corrida presidencial. 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247