Moro é desconvidado de evento sobre ética após protestos de pesquisadores (veja a lista)

Ex-juiz considerado suspeito pelo STF, que foi viver como milionário nos Estados Unidos após destruir a economia brasileira, foi desconvidado de participar de evento do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Direito. Leia a íntegra do manifesto

www.brasil247.com - Sérgio Moro
Sérgio Moro (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


247 - O ex-juiz Sérgio Moro, apontado como suspeito no processo contra o ex-presidente Lula e também responsável pela destruição de 4,4 milhões de empregos, segundo o Dieese, foi desconvidado do Conpedi (Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Direito). 

Ele estava escalado para fazer uma palestra sobre ética, mas após protestos de juristas, pesquisadores e participantes do evento, o Conpedi resolveu desconvidar o Moro.

"É um desrespeito a todos os pesquisadores em Direito do Brasil a realização da mesa que o CONPEDI está anunciando para o seu III Encontro Virtual, intitulada “O papel do setor privado em políticas anticorrupção e de integridade”, coordenada por ninguém menos do que o Sr. Sérgio Moro, que desacreditou os esforços do sistema de justiça no combate à corrupção, a partir de uma atuação reconhecidamente parcial", escreveu Ricardo Lodi, reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia a íntegra do manifesto:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nós, juristas, professores e professoras de programas de pós graduação em direito do Brasil, de Universidades públicas, confessionais, comunitárias e privadas, vimos a público repudiar a decisão do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós Graduação em Direito, o CONPEDI, de convidar o Sr. Sérgio Moro, ex-juiz, ex-professor e ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro para coordenar e participar de um painel no seu Congresso Nacional.

Ainda que, felizmente, o convite tenha sido cancelado, em virtude da grande contrariedade gerada no meio acadêmico, necessitamos dizer, em alto e bom som, que consideramos um desrespeito a toda a comunidade jurídica do país e às suas instituições a possível presença daquele que foi declarado pelo Supremo Tribunal Federal como suspeito e parcial nos processos que dirigiu, em especial violando a Constituição e as mais básicas regras do Processo Penal brasileiro para alcançar interesses pessoais e políticos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Se não bastassem tais ações, o comportamento do então juiz gerou incontáveis prejuízos materiais, financeiros e simbólicos  ao país. Sua atuação alterou, inclusive, o processo eleitoral, ao condenar sem provas o candidato à Presidência da República que estava liderando francamente as pesquisas eleitorais, permitindo a vitória daquele que o alçaria ao status de Ministro de Estado apenas meses depois.

Também repudiamos o fato de que entre os patrocinadores da mesa que Sergio Moro iria coordenar, estivesse a APSEN, a maior produtora de Cloroquina no Brasil, que vem lucrando com a venda indiscriminada do medicamento em face da propaganda falsa, gerada por diversas entidades, inclusive pela própria presidência da República, de que ele combate a COVID-19, fato que contribuiu exponencialmente para o trágico número de 500.000 mortos da doença no país, pois serviu de pretexto para a desobediência do protocolo sanitário recomendado pela ciência para enfrentar a pandemia. 

Entendemos que uma instituição como o CONPEDI, que há anos vem reunindo em seus encontros e publicações, integrantes dos melhores programas de pós graduação em direito do Brasil, que verdadeiramente contribuiu para incontáveis avanços na agenda da pesquisa em Direito, sempre comprometida com a defesa dos valores democráticos, dos direitos humanos e do Estado de Direito, não poderia mesmo compactuar com a presença de Sergio Moro, de produção científica praticamente inexistente e irrelevante, como coordenador e palestrante em um dos seus eventos, ainda mais com o patrocínio já referido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1 - Rogerio Dultra dos Santos

2 - Wilson Ramos Filho

3 - João Ricardo Dornelles

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

4 - Hugo Mello Filho

5 - Magda Barros Biavaschi

6 - Grijalbo Fernandes Coutinho

7 - Daniele Barbosa 

8 - Cláudia Rosane Roesler

9 - Cláudia Roberta Sampaio

10 - Cristiane Brandão Augusto

11 - Ana Paula Alvarenga

12 - Juarez Estevam Tavares

13 - Leonardo Costa de Paula

14 - Wanda Capeller

15 - Pedro Serrano

16 - Marcelo Neves

17 - Claudia Maria Barbosa

18 - Otávio Alexandre Freire da Silva

19 - Gisele Cittadino

20 - Carol Proner

21 - Luciana Boiteux

22 - Jorge Souto Maior

23 - José Carlos Moreira da Silva Filho

24 - Manuel É. Gándara Carballido

25 - José Geraldo de Souza Junior

26 - Luanna Tomáz de Souza

27 – Fábio Leite

28 - Marcelo Cattoni

29 - Emílio Peluso Neder

30 – Bruna Martins Costa

31 – Henrique Figueiredo de Lima

32- Júlio Emílio Paschoal

33- Isadora de Oliveira Silva

34- Wanise Cabral

35- Ricardo Dib Taxi

36- Kátia Barbosa

37- Denise de Almeida Guimarães

38- Martonio M. Barreto Lima

39- Everaldo Gaspar Andrade

40- Fernando Fontainha 

41- Antonio Moreira Maués

42- Bruno Torres Galindo

43 - Ana Maria D'Ávila Lopes

44 - Argemiro Martins

45 - Thomas Bustamante 

46 - Evanilda Nascimento de Godoi Bustamante

47 - João Paulo Allain Teixeira

48 - Maria Luiza Alencar Feitosa

49 - Tatiana Ribeiro de Souza

50 - Enzo Bello

51 - Joyceane Bezerra de Menezes

52 - Manoel Severino Moraes de Almeida

53 - Bruno Rotta Almeida

54 - Cristina Maria Zackseski

55 - Marisa Barbato

56 - Gustavo Barbosa de Mesquita Batista

57 - Maria Fernanda Salcedo Repoles

58 - Raquel Fabiana Lopes Sparemberger

59 - Cristiano Paixão

60 - Alexandre Morais da Rosa

61 - Ivone Fernandes Morcilo Lixa

62 - Alexandre Bernardino Costa

63 - Vera Karan de Chueiri 

64 - Larissa Ramina

65 - Tatyana Friedrich

66 - Fernando Dantas

67 - Conrado Hubner Mendes

68 - José Reinaldo de Lima Lopes

69 - Claudio Ladeira

70 - Gisele Ricobom

71 - Aury Lopes Junior

72 - Gustavo Siqueira Silveira

73 - Jânia Saldanha

74 - Salo de Carvalho

75 - Eneá Stutz e Almeida

76 - Ricardo Lodi

77 - José Ricardo Cunha

78 - Cláudio Ari Mello    

79 - Tiago Botelho  

80 - Thaisa Held

81 - Rosângela Cavallazzi

82 -Augusto Jobim do Amaral

83 - Fernanda Bragatto

84 - Giselle Marques de Araújo

85 - Rodrigo Moraes de Oliveira

86 - José Luiz Bolzan de Morais

87 - Paulo Ricardo Opuszka

88 - Iara Antunes de Souza 

89 - Amauri Cesar Alves 

90 - Natália de Souza Lisbôa

91 -José Luiz Quadros de Magalhães

92 - Flávia Souza Máximo Pereira

93 - Lilian Balmant Emerique

94 - Adriano Pilatti

95 - Bethania Assy

96 - Jean-François Deluchey

97 - Antonio Carlos Wolkmer

98 - Tatiana Cotta Gonçalves Pereira

99 - Maria de Fátima S. Wolkmer

100 - Prudente Silveira Mello

101 - Plínio Gentil

102 - Alexandre Bahia

103  - Fábio de Sá e Silva

104 - Victoria de Sulocki

105 - Ricardo Jacobsen Gloeckner

106 - João Virgílio Tagliavini

107 - Jair Aparecido Cardoso

108 - Juliana Neuenschwander Magalhães

109 - Paulo Sergio Weyl

110 - Alessandra Guimarães Soares

111 - Ana Paula Jorge

112 - Cynara Monteiro Mariano

113 - Joaquim Shiraishi Neto

114 - Cristiane Derani

115 - Rodrigo Carelli

116 - Rogério Pacheco Alves

117 - José Rubens Morato Leite

118 - Liana Amin Lima

119 - Carlos Mares

120 - Aderson Businger 

121 - Katya Kozicki

122 - Silvana Beline

123 -Luciano Nascimento Silva

124 - Marilia Montenegro

125 - Felipe Freitas

126 - Bruno Soeiro

127 - Sérgio Salomão Shecaira

128 - Reginaldo de Souza Vieira.

129 -Camilo Zufelatto 

130 - Maria Cristina Vidotte Blanco Tarrega

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email