Moro, que quando juiz chamava Lula de 'nine', descreve presidente da OAB como "militante político-partidário"

Site porta-voz da Lava Jato e de Sergio Moro, O Antagonista noticiou em 2015 que o apelido do ex-presidente começou com o então juiz e logo foi adotado por policiais e procuradores. Hoje, ele chamou o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, de "militante político-partidário" por "ofensas ao PR e a seus eleitores"

(Foto: Marcelo Camargo - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Justiça, Sergio Moro, descreveu o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, de "militante político-partidário" nesta quarta-feira 11, segundo ele por "criticar o PR e seus eleitores". Uma postura no mínimo contraditória se comparada à sua atuação quando juiz federal que cuidava dos processos da Lava Jato em Curitiba e apelidou o ex-presidente Lula ofensivamente de 'nine', em referência ao dedo perdido pelo petista quando trabalhava de metalúrgico.

A informação de que o apelido de Lula partiu de Moro foi publicada pelo site porta-voz da Lava Jato e do atual ministro, O Antagonista, que noticiou em 2015 que "o apelido começou com Sergio Moro e rapidamente foi adotado por policiais e procuradores". Para tentar disfarçar a ofensa à deficiência em uma das mãos de Lula, o site diz que "nove era o número da sorte de José Carlos Bumlai e a Lava Jato resolveu aderir à superstição". 

O ataque de Moro foi feito no Twitter após uma crítica de Santa Cruz ao relacionamento da entidade com a pasta comandada por Moro: “Não tem diálogo nenhum. Nem na ditadura isso acontecia”. Moro então rebateu: "Tenho grande respeito pela OAB, por sua história, e pela advocacia. Reclama o Presidente da OAB que não é recebido no MJSP. Terei prazer em recebê-lo tão logo abandone a postura de militante político-partidário e as ofensas ao PR e a seus eleitores". 

O jornalista Rafael Moro Martins, do The Intercept, site responsável pelas publicações da Vaza Jato, revelou ter visto o apelido "centenas de vezes" nos arquivos dos diálogos entre as autoridades.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247