Moro sinaliza a aliados que irá depor na CPMI das Fake News

O ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, deve ir à CPMI que investiga no Congresso Nacional a propagação de fake news. A sinalização causa preocupação no Palácio do Planalto e no clã Bolsonaro

Sergio Moro
Sergio Moro (Foto: Marcos Correa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Moro deverá comparecer à CPMI das fake news, onde vai ter que encarar as críticas de parlamentares fiéis a Bolsonaro, como também de integrantes da oposição e do próprio presidente da CPMI, o senador Angelo Coronel (PSD-BA).

O presidente da comissão disse ao UOL que Moro prevaricou ao não denunciar Bolsonaro e só fazer acusações graves ao ocupante do Palácio do Planalto no momento de sua demissão do Ministério da Justiça. 

O senador Angelo Coronel disse que Moro deverá ser convocado assim que a CPMI voltar a funcionar. Os trabalhos da comissão foram suspensos devido às medidas de prevenção e controle que estão sendo tomadas contra o novo coronavírus.

Moro não quis responder às críticas de Coronel, mas também não afirmou que deixará de comparecer à CPMI por conta disso.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247