Morre jovem atropelado ṕor filho de dono da RBS em Florianópolis

Sérgio Luz, de 23 anos, a quarta vítima do atropelamento causado por Sérgio Sirotsky, filho do dono da RBS, em Florianópolis, morreu nesta sexta-feira 11; o acidente aconteceu na saída de uma festa na madrugada do domingo 6, em Jurerê Internacional, no norte da Ilha; Sérgio abandonou o carro no local e fugiu, se entregando apenas na quarta-feira à polícia; ele admitiu ter tomado dois copos de vodka com energético durante a madrugada

Sérgio Luz, de 23 anos, a quarta vítima do atropelamento causado por Sérgio Sirotsky, filho do dono da RBS, em Florianópolis, morreu nesta sexta-feira 11; o acidente aconteceu na saída de uma festa na madrugada do domingo 6, em Jurerê Internacional, no norte da Ilha; Sérgio abandonou o carro no local e fugiu, se entregando apenas na quarta-feira à polícia; ele admitiu ter tomado dois copos de vodka com energético durante a madrugada
Sérgio Luz, de 23 anos, a quarta vítima do atropelamento causado por Sérgio Sirotsky, filho do dono da RBS, em Florianópolis, morreu nesta sexta-feira 11; o acidente aconteceu na saída de uma festa na madrugada do domingo 6, em Jurerê Internacional, no norte da Ilha; Sérgio abandonou o carro no local e fugiu, se entregando apenas na quarta-feira à polícia; ele admitiu ter tomado dois copos de vodka com energético durante a madrugada (Foto: Charles Nisz)

247 - Sérgio Teixeira da Luz, a última vítima do duplo atropelamento causado por Sérgio Sirotsky, filho do dono da RBS, morreu na madrugada desta sexta-feira (11). Ele foi um dos quatro pedestres atingidos na SC-402 em Jurerê Internacional, no último domingo (6), e estava internado no Hospital Celso Ramos, em Florianópolis.

Segundo o delegado responsável pela investigação, Otávio Lima, com a morte de Sérgio, a investigação caminha para enquadrar os motoristas envolvidos em homicídio. Entretanto, ainda são buscadas evidências para esclarecer se o ato foi culposo ou doloso. Dependendo da decisão, eles irão para julgamento individual ou tribunal do júri, explicou o delegado.

O acidente ocorreu na saída de uma festa no início da manhã de domingo 6 em Jurerê Internacional, no Norte da Ilha. A Polícia Civil relatou que um Audi A3 atropelou três homens na rodovia. Em seguida, um SsangYong teria atropelado mais duas pessoas: um quarto homem, de 22 anos, que socorria as vítimas, e Sérgio, pela segunda vez.

O A3, conduzido por Sérgio Sirotsky, de 21 anos, foi abandonado no local. O jovem se apresentou à polícia apenas na quarta-feira 9. Ele disse que teve um "branco" e ouviu apenas um barulho na colisão, sem notar que eram pessoas. Também afirmou que ingeriu dois copos de vodka com energético em um das duas festas em que esteve.

Já o motorista do Ssangyong, Eduardo Rios, foi abordado na avenida Beira-Mar Norte logo após o acidente. O carro estava com o para-brisa quebrado e havia um pedaço de jeans no para-choque. Segundo a polícia, o teste do bafômetro deu 0,74 mg de álcool por litro de sangue. Rios foi liberado na segunda-feira. A ele, foi determinado pagamento de três salários mínimos de fiança.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247