Morre vítima da Covid-19 Maguito Vilela, prefeito de Goiânia, ex-governador e ex-senador

Morreu na madrugada desta quarta-feira (13), no hospital Albert Einstein em São Paulo (SP), Maguito Vilela (MDB), por coronavírus. Prefeito de Goiânia, eleito em 2020, tomou posse no hospital e não chegou a assumir o cargo. É o primeiro político de projeção nacional a morrer da doença

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Morreu na madrugada desta quarta-feira (13), no hospital Albert Einstein em São Paulo (SP), Maguito Vilela (MDB), por complicações pulmonares decorrentes da Covid-19. Ele ficou 80 dias na UTI do hospital. Prefeito de Goiânia, eleito em 2020, tomou posse na unidade hospitalar e não chegou a assumir o cargo, tendo pedido licença imediatamente. Vilela é o primeiro político de projeção nacional a morrer da doença. Antes de ter sido eleito prefeito, foi  vereador, deputado estadual e federal e vice-governador. Também foi governador de Goiás entre 1995 a 1998, quando disputou e ganhou a eleição para senador.

O emedebista ganhou a eleição no segundo turno, já na UTI, com 52% dos votos, contra 47% do adversário Vanderlan Cardoso (PSD).

De acordo com nota divulgada pela Secretaria de Comunicação da capital, "a família está providenciando o traslado do corpo de São Paulo para Goiás e ele deve ser sepultado em Jataí, sua terra natal".

Maguito perdeu duas irmãs para o coronavírus em agosto de 2020, com menos de dez dia de diferença. No dia 19, faleceu Nelma Vilela Veloso, de 76 anos. No dia 28, a irmã mais velha, Nelita Vilela, de 82 anos, também morreu.

O prefeito eleito foi diagnosticado com a Covid-19 no dia 20 de outubro de 2020 e, dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia. No dia 27 de outubro, ele recebeu diagnóstico de até 75% de inflamação nos pulmões. Estava com saturação de oxigênio no sangue. No mesmo dia, foi transferido para São Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247