Mourão desafia Trump e diz que Brasil não teme consequências se escolher Huawei

Na contramão do discurso de Jair Bolsonaro, o vice-presidente fez elogios à empresa chinesa para instalar a conexão 5G no Brasil. Segundo Hamilton Mourão, a empresa combatida por Donald Trump tem “uma capacidade acima de muitos concorrentes”

(Foto: Agência Brasil | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dias depois de o Brasil ser ameaçado pelo embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, que falou em ‘consequências’ caso o governo brasileiro escolhesse a Huawei para executar a conexão da tecnologia 5G no país, o vice-presidente, Hamilton Mourão, fez elogios à empresa chinesa.

A Huawei é constantemente combatida pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que acusa a companhia de servir à espionagem do governo chinês. Enquanto o governo brasileiro de Jair Bolsonaro tem posicionamento totalmente submisso a Trump, o discurso de Mourão destoa ao elogiar os chineses, como já aconteceu no passado.

A declaração de Mourão foi dada em uma entrevista coletiva com correspondentes estrangeiros em São Paulo, noticiou reportagem do Globo. Questionado se temia a possibilidade de o Brasil sofrer retaliações se abrir espaço para a Huawei, respondeu: “Em absoluto”. “Sabemos que esta empresa Huawei tem uma capacidade acima de algumas concorrentes”, completou.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247