CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

MP calcula 20 anos de prisão para Cachoeira

Outros sete réus devem ter pena entre 10 e 15 anos de detenção; julgamento ainda não tem data, mas a Procuradoria da República acredita que deve acontecer até final de agosto; depoimento do contraventor deve ser adiado

MP calcula 20 anos de prisão para Cachoeira (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Brasília 247 – Carlinhos Cachoeira, preso desde o dia 29 de fevereiro pela Operação Monte Carlo, é acusado de liderar o esquema de jogos ilegais no Entorno do Goiás. Pelo crime, o Ministério Público acredita que o contraventor deva cumprir 20 anos de prisão. Os outros sete acusados devem ter pena um pouco menor, variando entre 10 e 15 anos.

O julgamento, comandado pelo juiz Alderico Rocha, ainda não tem data para acontecer. A procuradora Léa Batista afirma que deve ser no final do mês de agosto.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Por enquanto, Cachoeira se quer foi ouvido pela Justiça. A previsão era de que isso aconteceria nesta quarta-feira 25, porém com o prolongamento dos depoimentos das testemunhas, apenas duas no primeiro dia e outros dois policiais federais nesta manhã, o bicheiro ganhou um pouco mais de tempo.

No momento, três testemunhas de defesa devem prestar esclarecimentos. Depois é a vez dos réus. Falando ou não, Cachoeira deve voltar para o presídio da Papuda, em Brasília, ainda nesta quarta. Caso os acusados não prestem depoimento hoje, uma nova data deve ser marcada nos próximos dez dias.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Com informações do Correio Braziliense, Jornal Hoje e Folha de São Paulo.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO