MP pede investigação sobre decisão da Anvisa de suspender testes da CoronaVac

O Ministério Público quer saber se a Anvisa está sendo afetado por influências político-ideológicas. "Se, de fato, isso estiver ocorrendo, a saúde da população brasileira está sendo colocada em risco para suprir anseios políticos", afirma o subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado

Antonio Barra Torres
Antonio Barra Torres (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O Ministério Público (MP) pediu ao TCU (Tribunal de Contas da União), nesta terça-feira (10) uma avaliação se a decisão da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de suspender os testes da vacina CoronaVac, contra a Covid-19, foi feita corretamente.

O MP pede que se investigue se a motivação da suspensão foi feita com base em protocolos e motivações objetivas ou se o órgão está sendo afetado por influências político-ideológicas.

O texto da ação, assinado pelo subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado, divulgado pelo jornal Folha de S.Paulo, pede que o TCU acompanhe os processos decisórios em futuras aprovações ou suspensões de testes de vacinas de modo a assegurar uma atuação "legal, econômica, impessoal e transparente".

"Se, de fato, isso estiver ocorrendo, a saúde da população brasileira está sendo colocada em risco para suprir anseios políticos", afirma Furtado. "Já não bastasse o risco de um vírus fatal no âmago da nossa sociedade. Agora, ao que parece, a luta é contra outros vírus: a guerra política brasileira. E a população segue esquecida", diz.

A paralisação dos estudos clínicos da CoronaVac foi anunciada pela Anvisa na noite de segunda-feira (9). Segundo a agência, a decisão ocorreu devido ao registro de um evento adverso grave.

No entanto, um laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que a causa da morte do voluntário dos testes do imunizante foi suicídio.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247