MP vai denunciar Odebrecht e Azevedo

Procuradoria diz ter obtido provas em e-mails contra os presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez, Marcelo Odebrecht e Otavio Azevedo, respectivamente; eles vão responder pela "prática sistemática de crimes" de cartel, fraude a licitações, organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro

BRAZIL-PETROBRAS/SCANDAL
BRAZIL-PETROBRAS/SCANDAL (Foto: Roberta Namour)

247 – O Ministério Público vai denunciar os presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez, Marcelo Odebrecht e Otavio Azevedo, respectivamente, com base nos e-mails obtidos pela Polícia Federal nos computadores das empresas.

Eles vão responder pela "prática sistemática de crimes" de cartel, fraude a licitações, organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro. 

Entre os documentos citados está o email apreendido pela Polícia Federal na sede da Odebrecht em novembro de 2014, utilizado pelo juiz Sérgio Moro como prova do chamado domínio do fato de Marcelo Odebrecht sobre o superfaturamento em contrato de operação de sonda da Petrobras. Enviado pelo executivo Roberto Prisco Ramos, da Braskem, subsidiária da Odebrecht, a executivos da empresa, a mensagem faz referência ao superfaturamento de US$ 25 mil por dia em contrato de operação de sondas, que pode ser relacionado a negócios da empresa com a Petrobras:

“Considerando a dimensão bilionária dos contratos obtidos com os crimes junto a Petrobrás e o valor milionário das propinas pagas aos dirigentes da Petrobras, parece inviável que ele fosse desconhecido dos presidentes das duas empreiteiras, Marcelo Bahia Odebrecht e Otávio Marques de Azevedo”, afirma Moro.

Leia aqui reportagem do Valor sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247