MPF deverá processar deputado que derrubou bloqueio em área indígena

Deputado estadual bolsonarista Jeferson Alves (PTB-RR) gravou um vídeo em que usa motosserra para cortar uma corrente que controla o acesso à BR-174, que corta a reserva indígena Waimiri Atroari

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministétio Público Federal em Roraima e no Amazonas estão avaliando que medidas judiciais serão tomadas contra o deputado estadual Jeferson Alves (PTB-RR). 

O parlamentar bolsonarista utilizou nesta sexta-feira, 28, uma motosserra para derrubar um bloqueio da reserva indígena Waimiri Atroari, que controla o tráfego de veículos na rodovia BR-174. O ato foi filmado e divulgado nas redes sociais do deputado Jeferson Alves.

“Eu quero saber qual é o crime que eles podem imputar a mim. A corrente é inconstitucional, ela não tem amparo legal. Eu estou aqui preparado para responder ao que for em defesa de Roraima”, disse o parlamentar à revista Veja

O bloqueio é realizado todos os dias, entre as 18 e 6 horas, no trecho da rodovia que corta a área indígena.

Em nota, a Funai informou que acompanha de perto o desenrolar do caso e ressaltou que o bloqueio não impede o tráfego de ônibus, caminhões com carga perecível e ambulâncias conduzindo enfermos. 

De acordo com a Funai, os índios já substituíram as correntes, que são colocadas no início e no final da da reserva Waimiri Atroari.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247