MPF: há provas para pedir condenação de 15 investigados

Ministério Público Federal acredita que já há provas suficientes para pedir a condenação de 15 pessoas investigadas na Operação Lava Jato e que estão com prisão preventiva decretada; denúncias devem sair antes do recesso do Judiciário, em 20 de dezembro; na lista há executivos de empreiteiras e ex-diretores da Petrobras; entre eles, Renado Duque

Ministério Público Federal acredita que já há provas suficientes para pedir a condenação de 15 pessoas investigadas na Operação Lava Jato e que estão com prisão preventiva decretada; denúncias devem sair antes do recesso do Judiciário, em 20 de dezembro; na lista há executivos de empreiteiras e ex-diretores da Petrobras; entre eles, Renado Duque
Ministério Público Federal acredita que já há provas suficientes para pedir a condenação de 15 pessoas investigadas na Operação Lava Jato e que estão com prisão preventiva decretada; denúncias devem sair antes do recesso do Judiciário, em 20 de dezembro; na lista há executivos de empreiteiras e ex-diretores da Petrobras; entre eles, Renado Duque (Foto: Gisele Federicce)

247 – O Ministério Público Federal acredita já ter provas suficientes para pedir a condenação de 15 pessoas investigadas na Operação Lava Jato. A lista inclui 11 executivos de grandes empreiteiras, ex-diretores da Petrobras e lobistas. As denúncias devem ser apresentadas antes do recesso do Judiciário, em 20 de dezembro.

Constam entre os futuros Renato Duque, que responderá pelos crimes de organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro, Paulo Roberto Costa, que acertou acordo de delação premiada e cumpre prisão domiciliar, Fernando Baiano, apontado como 'operador' do PMDB na estatal, e o doleiro Alberto Youssef.

A maioria já cumpre prisão preventiva na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Os executivos pertencem a seis grandes empresas que mantinham contratos com a Petrobras: Camargo Corrêa, Mendes Junior, OAS, Galvão Engenharia, Engevix e UTC.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247