MPF pediu pressa na prisão de Lula para “estancar sensação de onipotência”

Documento obtido pelo jornal El País mostra que partiu do Ministério Público Federal da Quarta Região a iniciativa de pressionar pela rápida execução da condenação do ex-presidente Lula, que pegou de surpresa o país e contrariou o que vinha dizendo o TRF-4 sobre o prazo ainda disponível para a defesa do petista; segundo o procurador da República Mauricio Gotardo Gerum, que assina eletronicamente a peça, a pena deveria começar a ser cumprida de forma imediata "para estancar a sensação de onipotência" de Lula, que não estaria se submetendo às decisões judiciais

MPF pediu pressa na prisão de Lula para “estancar sensação de onipotência”
MPF pediu pressa na prisão de Lula para “estancar sensação de onipotência” (Foto: Ricardo Stuckert)

Por Noira Hofmeister, do El País - Um documento obtido pelo jornal EL PAÍS mostra que partiu do Ministério Público Federal da Quarta Região a iniciativa de pressionar pela rápida execução da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pegou de surpresa o país e contrariou o que vinha dizendo o Tribunal Regional Federal de Porto Alegre sobre o prazo ainda disponível para a defesa do petista. Segundo o procurador da República Mauricio Gotardo Gerum, que assina eletronicamente a peça, a pena deveria começar a ser cumprida de forma imediata "para estancar a sensação de onipotência" de Lula, que não estaria se submetendo às decisões judiciais.

A petição do procurador conclui com um pedido expresso para que o TRF-4 oficie "com urgência ao juízo de primeira instância para o imediato cumprimento da ordem de prisão" foi registrado no sistema do MPF às 12h17 minutos da quinta-feira, 05 de abril. Segundo a assessoria de imprensa do MPF, a medida era necessária para que o tribunal gaúcho pudesse organizar uma logística especial de prisão, se assim entendesse necessário.

O sigilo, entretanto, foi levantado no final da tarde, minutos após um ofício do TRF4 ser expedido, notificando Sérgio Moro para que emitisse o mandato de prisão, às 17h31 da quinta - o que foi feito minutos depois. De qualquer maneira, o documento só está disponível a quem possui uma senha especial para ingressar no sistema de processo eletrônico da Justiça Federal, normalmente restrito às partes e advogados.

Leia a reportagem na íntegra.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247