Mulher foi presa por xingar Bolsonaro de "noivinha do Aristides". Entenda o significado

Prisão arbitrária aconteceu na cidade de Resende (RJ), onde Bolsonaro foi participar de formatura de militares

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Polícia Rodoviária Federal)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – A prisão arbitrária de uma mulher que protestou contra Jair Bolsonaro, na cidade de Resende (RJ), se deu por motivo inusitado e arbitrário. O "insulto" foi chamá-lo de "noivinha do Aristides". Confira, abaixo, o significado do xingamento homofóbico e saiba mais:

 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Uma mulher de 40 anos foi detida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) neste sábado (27) após xingar Jair Bolsonaro.

PUBLICIDADE

O chefe do governo estava em Resende, no Rio de Janeiro, para participar de um evento na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) e foi até a margem da Via Dutra para acenar para motoristas e cumprimentar policiais.

A mulher, que passava de carro pelo local naquele momento, proferiu xingamentos contra Bolsonaro. Momentos depois seu carro foi abordado pela PRF e a mulher foi detida por injúria contra o presidente da República.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email