Mulher morre baleada na frente do filho de 6 anos durante abordagem da PM

Uma confeiteira de 23 anos morreu na frente do filho de 6 anos durante uma abordagem da Polícia Militar na noite de quinta-feira. Uma adolescente de 16 anos que também estava no carro foi baleada

A Operação Mamon, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), tem como foco de investigação os contratos relacionados à manutenção e compra de viaturas da Polícia Militar; um deles trata da aquisição de 315 veículos modelo ASX, da Mitsubishi, cada um no valor de R$ 124,3 mil, totalizando R$ 39,1 milhões
A Operação Mamon, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), tem como foco de investigação os contratos relacionados à manutenção e compra de viaturas da Polícia Militar; um deles trata da aquisição de 315 veículos modelo ASX, da Mitsubishi, cada um no valor de R$ 124,3 mil, totalizando R$ 39,1 milhões (Foto: PMGO/DIVULGAÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma confeiteira de 23 anos morreu baleada em Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia, durante uma abordagem da Polícia Militar na noite de quinta-feira (8), na frente do filho de 6 anos. Uma adolescente de 16 anos que também estava no carro foi baleada. A reportagem é do portal G1. 

Os agentes da PM informaram que foram recebidos a tiros durante a abordagem e decidiram revidar. No confronto, Fabiana Matos Rodrigues foi atingida e morreu no local. Já a adolescente de 16 anos foi baleada e levada para o hospital. O filho de Fabiana não ficou ferido.

A Polícia Militar informou que no carro foi encontrado um revólver e 5 kg de maconha. "As circunstâncias do fato, bem como as versões apresentadas no Boletim de Ocorrência, serão apuradas por meio de inquérito policial militar através da Corregedoria da PMGO".

No entanto, a família de Fabiana denuncia que esse material não pertencia às duas. “Isso foi erro da PM. Elas não tinham envolvimento com droga, não tinham arma, elas vendiam bolo de pote. E mesmo que ela tivesse, ela estava com o filho no carro, ela não ia fazer nada para colocar ele em risco”, disse o tio das duas jovens.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247