Na briga pelo comando da Ancine, Frota e Leitão se estranham no Twitter

O deputado federal Alexandre Frota e o ex-ministro e atual secretário de Cultura de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, trocaram farpas no Twitter; Frota usou a rede social para chamar Leitão de "passador de pano de Temer [ex-presidente Michel Temer]" e de tramar uma união contra ele; Leitão, por sua vez "agradeceu" a quem passou a informação para o parlamentar; "Sinta-se à vontade, caro X9, para ser um canalha mais uma vez ", escreveu; Frota vem tentando tenta viabilizar o nome de seu ex-assessor, Cléber Teixeira, para uma diretoria da Ancine

Na briga pelo comando da Ancine, Frota e Leitão se estranham no Twitter
Na briga pelo comando da Ancine, Frota e Leitão se estranham no Twitter

247 - O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) e o ex-ministro da Cultura e atual secretário de Cultura de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, trocaram farpas no Twitter. Frota, que tem criticado duramente a atual gestão da Ancine, atualmente sob o comando de Christian de Castro, ligado ao ex-ministro, usou a rede social para chamar Leitão de "passador de pano de Temer [ex-presidente Michel Temer] e de tramar uma união contra ele.

Leitão, por sua vez "agradeceu" a quem passou a informação para o parlamentar. "Sinta-se à vontade, caro X9, para ser um canalha mais uma vez e enviar esta mensagem ao deputado. Você e ele se merecem. O audiovisual brasileiro, não", escreveu. A postagem de Leitão, segundo reportagem da Folha de S. Paulo, foi feita em um grupo de Whatsapp que reúne a direção da Ancine.O presidente da Ancine havia deixado o grupo pouco após encaminhar a postagem em que Frota chamava Leitão de "passador de pano" de Michel Temer.

Frota, que tem emplacado nomeações na Secretaria Especial de Cultura, também tenta viabilizar o nome de seu ex-assessor, o advogado Cléber Teixeira, para uma diretoria da Ancine. O deputado também é favorável a abertura de "uma CPI da Ancine" para, segundo ele, "limpar" a agência para o cinema nacional.

Atualmente, a Ancine é alvo de uma auditoria por parte do Tribunal de Contas da União (TCU) por causa da prestação de contas de projetos para o fomento do audiovisual no país. A Agência tem 60 dias para apresentar um novo modelo de controle das contas para não ter que suspender as verbas disponibilizadas para o setor.

Confira o Twitter de Alexandre Frota sobre o assunto. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247