CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Na OIT, ministro do Trabalho defende protagonismo do Brasil

Manoel Dias defendeu nesta terça-feira 9, na Organização Internacional do Trabalho (OIT), em Genebra, o protagonismo do Brasil no desenvolvimento de políticas laborais associadas à justiça social; "A trajetória brasileira mostra que existem muitas vias para o desenvolvimento. Precisamos evidenciar a urgente necessidade de avançar nos esforços de inclusão de milhões de pessoas que ainda estão em condições de pobreza e fora do mercado de trabalho por todo o mundo. O Brasil está presente para mostrar o caminho", disse

Imagem Thumbnail
Manoel Dias defendeu nesta terça-feira 9, na Organização Internacional do Trabalho (OIT), em Genebra, o protagonismo do Brasil no desenvolvimento de políticas laborais associadas à justiça social; "A trajetória brasileira mostra que existem muitas vias para o desenvolvimento. Precisamos evidenciar a urgente necessidade de avançar nos esforços de inclusão de milhões de pessoas que ainda estão em condições de pobreza e fora do mercado de trabalho por todo o mundo. O Brasil está presente para mostrar o caminho", disse (Foto: Gisele Federicce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, defendeu nesta terça-feira 9 o protagonismo do Brasil no desenvolvimento de políticas laborais associadas à justiça social. O discurso foi feito em Genebra, na Suíça, durante sessão plenária da Conferência Internacional do Trabalho, na Organização Internacional do Trabalho (OIT).

"A trajetória brasileira mostra que existem muitas vias para o desenvolvimento. Precisamos evidenciar a urgente necessidade de avançar nos esforços de inclusão de milhões de pessoas que ainda estão em condições de pobreza e fora do mercado de trabalho por todo o mundo. O Brasil está presente para mostrar o caminho", disse o ministro.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A delegados dos 185 países-membros da OIT, Dias afirmou que o Brasil conseguiu internacionalizar o conceito de trabalho decente em conjunto com a criação, desde 2004, de mais de 1 milhão de postos de trabalho formal ao ano.

O ministro declarou ainda ser imprescindível enfrentar o desafio de promover sistemas de proteção social cada vez mais inclusivos, justos e sustentáveis. "Preocupa o crescimento da desigualdade, tanto entre países quanto no interior deles. Felizmente, as políticas sociais e econômicas integradas que temos aplicado contribuíram para a redução da desigualdade ao longo da década no Brasil", discursou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O presidente da União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah, também discursou no evento.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO