"Não aceito propaganda de opções sexuais"

Presidente afirma que cancelou a distribuio do kit contra a homofobia preparado pelo MEC porque no gostou do seu contedo; ela disse ainda que seu posicionamento no tem relao com o caso Palocci

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A presidente Dilma Rousseff criticou e condenou hoje o kit anti-homofobia que estava sendo preparado pelo Ministério da Educação (MEC) para distribuição nas escolas. "Não aceito propaganda de opções sexuais. Não podemos intervir na vida privada das pessoas", disse, em cerimônia no Palácio do Planalto. Ela confirmou ter assistido a um dos vídeos e disse que não gostou do seu conteúdo. A presidente afirmou que o governo defende a educação e a luta contra práticas homofóbicas.

O ministério suspendeu a distribuição do kit após a bancada evangélica ameaçar endossar o pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, sobre quem pairam dúvidas sobre a evolução patrimonial. A presidente, no entanto, garantiu que sua decisão não tem qualquer relação com a ameaça feita pelos evangélicos.

Para compensar o desgaste com o público gay, a Secretaria-Geral da Presidência da República anunciou que se reunirá na próxima terça-feira 31 com a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais (ABGLT).

A reunião animou o presidente da ABGLT, Toni Reis, que não acredita ser o fim da linha para a iniciativa, conhecida como kit anti-homofobia.

- Achei de bom tom terem chamado a ABGLT para a reunião em Brasília. Vamos dialogar. Tudo na política dá para reverter. Não vejo o atual governo como homofóbico - afirma, salientando a necessidade de ações de defesa da poplação LGBT por parte do Estado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email