Subprocurador da PGR pede desculpas ao STF por críticas da Lava Jato

Subprocurador-geral da República, Antonio Carlos Bigonha, pediu "desculpas" ao Supremo Tribunal Federal pelas reações de membros do MPF à decisão do STF que anulou a sentença de Sérgio Moro contra Aldemir Bendine. "Não cabe aos procuradores que oficiam perante os órgãos de 1º grau fazer juízo de valor sobre o julgamentos deste STF", disse ele

247 - O subprocurador-geral da República, Antonio Carlos Bigonha, criticou reações de procuradores da Lava Jato de Curitiba à decisão da 2ª Turma de anular a sentença condenatória de Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil.

Bigonha pediu 'desculpas' pelas manifestações de membros do Ministério Público federal (MPF) e lembrou que não cabe aos procuradores de 1º grau fazer "jujízo de valor sobre julgamentos do STF".

"Não cabe aos procuradores que oficiam perante os órgãos de 1º grau fazer juízo de valor sobre o julgamentos deste STF, tarefa que, se fosse o caso, incumbiria exclusivamente à PGR ou aos subprocuradores gerais por ela designados a ter assento nesta Corte”, enfatizou o subprocurador durante sessão da 2ª Turma do Supremo, nesta terça-feira (3), segundo informa o site Jota.

"Quero deixar registrado que não comungo das críticas feitas na aludida nota pública ou em outras declarações prestadas pelos membros da Lava Jato à imprensa. Conviver com a frustração faz parte do amadurecimento pessoal e profissional", destacou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247