"Não sei do Queiroz, cara", diz Bolsonaro após paradeiro de ex-assessor ser revelado pela imprensa

Jair Bolsonaro afirmou que não sabe do paradeiro de Fabrício Queiroz, alvo de uma investigação por transações bancárias suspeitas juntamente com seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-SP). "Eu não sei do Queiroz, cara. Eu não sei do Queiroz", disse após a imprensa revelar que o ex-assessor do senador e amigo próximo da família reside no luxuoso bairro do Morumbi, em São Paulo, e faz tratamento contra um câncer no Hospital Albert Einstein. Bolsonaro disse, ainda, que Queiroz é "um cara nota 10"

Queiroz elegeu os Bolsonaros
Queiroz elegeu os Bolsonaros (Foto: Esq.: José Cruz - ABR)

247 - Jair Bolsonaro afirmou, neste sábado (31), que não sabe do paradeiro de Fabrício Queiroz, alvo de uma investigação por transações bancárias suspeitas juntamente com seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-SP). "Eu não sei do Queiroz, cara. Eu não sei do Queiroz", disse Bolsonaro em sua primeira declaração sobre o assunto após a revista Veja publicar uma reportagem apontando que o ex-assessor do senador a amigo próximo da família reside no luxuoso bairro do Morumbi, em São Paulo, e faz tratamento contra um câncer no Hospital Albert Einstein (Leia no Brasil 247).

"Não existe telefonema para ele, nada, não sei onde ele está. Parece que a Veja descobriu, como se ele tivesse foragido. E pelo que eu sei ele já prestou depoimento por escrito. O que eu fiquei sabendo também exime meu filho de culpa", disse Bolsonaro. afirmou Bolsonaro. Ainda segundo Bolsonaro, Queiroz “responde pelos atos dele”. "Eu conheço o Queiroz desde 1984. Ele era um soldado da brigada de paraquedista. Entrou na Polícia Militar, veio trabalhar na minha família. É um cara sem problema, nota dez. Teve esse problema. Quem responde por ele é ele, não sou eu", disse. 

Bolsonaro também procurou justificar as transações imobiliárias feitas pelo filho e que estão sob investigação por parte do Ministério Público do Rio de Janeiro , apesar do inquérito ter sido suspenso após uma decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. 

“Vou repetir para vocês, R$ 1 milhão o Queiroz tinha dado para ele [Flávio]. Está bem claro isso. Quem pagou essa conta para a construtora foi a Caixa Econômica Federal, documentado, passa por ele porque a Caixa comprou a dívida dele”, afirmou Bolsonaro. “E ele, em vez de dever para a construtora, passou a dever para a Caixa, essa é uma operação normal. Resolveu? Não tem R$ 1 milhão”, emendou em seguida. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247