"Não teremos mais radáres móveis no Brasil a partir da semana que vem", diz Bolsonaro

"É uma roubalheira, essa é a verdadeira indústria da multa que existe no Brasil", afirmou Bolsonaro durante inauguração de trecho duplicado da BR-116. Jair Bolsonaro não esclareceu como fará para implementar a medida

Jair Bolsonaro andando de moto
Jair Bolsonaro andando de moto (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Revista Fórum - Em sua cruzada pessoal contra o que ele classifica de “indústria da multa”, durante uma participação na inauguração de obras de duplicação da rodovia BR-116 em Pelotas, no Rio Grande do Sul, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta segunda-feira (12) que o Brasil não terá mais radares móveis a partir da semana que vem. No entanto, o presidente não deu mais detalhes de como isso será feito.

“Deixar bem claro, não são apenas palavras. Estou com uma briga juntamente com o Tarcísio [Freitas, ministro da Infraestrutura] na Justiça, para acabarmos com os pardais no Brasil. Essa máfia de multas, que vai para o bolso de alguns poucos nessa nação. É uma roubalheira, essa é a verdadeira indústria da multa que existe no Brasil. Anuncio para vocês que, a partir da semana que vem, não teremos mais radares móveis no Brasil”, afirmou.

“Essa covardia de ficar num “descidão”, no final de um retão alguém atrás de uma árvore para multar vocês não existirá mais”, concluiu.

Leia mais na Fórum.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247