Nassif: esquerda terá que, rapidamente, sentar e começar a negociar

Jornalista Luís Nassif alertou nesta segunda-feira, 12, para os riscos de uma fragmentação da esquerda no Brasil, em meio à eventual inabilitação do ex-presidente Lula; "À medida que vai se caminhando para um desfecho, e que cai a esperança de Lula candidato, se não houver uma ocupação rápida de espaço, as oposições serão presas fáceis de manipulações de toda ordem", diz Nassif; "Suas lideranças terão que, rapidamente, sentar e começar a negociar. Talvez esta seja a grande contribuição de Lula, antes de consumado seu sacrifício" 

lula ciro boulos manuela
lula ciro boulos manuela (Foto: Aquiles Lins)

247 - O jornalista Luís Nassif alertou nesta segunda-feira, 12, para os riscos de uma fragmentação da esquerda no Brasil, em meio à eventual inabilitação do ex-presidente Lula. 

"À medida que vai se caminhando para um desfecho, e que cai a esperança de Lula candidato, se não houver uma ocupação rápida de espaço, as oposições serão presas fáceis de manipulações de toda ordem. Hoje em dia, qualquer intriga provoca incêndios violentos", diz Nassif em análise no Jornal GGN. 

"O Brasil já provou definitivamente que a atual geração de homens públicos é a mais medíocre da história – talvez com algumas exceções na República Velha. Mas a esquerda terá que demonstrar que, pelo menos no seu quintal, há análise estratégica, bom senso e desprendimento", acrescenta. 

"Suas lideranças terão que, rapidamente, sentar e começar a negociar. Talvez esta seja a grande contribuição de Lula, antes de consumado seu sacrifício", diz o jornalista. 

Leia o texto na íntegra no Jornal GGN

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247